Como abrir conta em uma corretora nos EUA

Se você é um investidor experiente  já investe na ibovespa a um bom tempo e está querendo mudar os ares, o mercado exterior é a melhor solução.

Além da  grande variedade de  de empresa que estão no mercado americano, estão lá registrados grandes empresas como:

Facebook,Google,Apple, microsoft  entre outras que você pode encontrar no site da NASDAQ

 Mas para poder investir  nesse mercado você precisa  ter uma boa corretora, para operar diretamente nas bolsas americanas. 

Neste artigo lhe mostrarei tudo o que você precisa saber, para  conseguir uma boa corretora norte americana.

Além disso  você pode ver todas as empresas que estão registradas na NASDAQ a bolsa de valores norte americana.

toda vez que pensava em investir em grandes empresas como Facebook,google,Apple, coca-cola entre outras eu pensava:como vou abrir conta em corretora nos EUA?Como vou operar se eu nem sei falar inglês? E as taxas será que são absurdas?

Eu aposto que se você está pensando em investir no mercado norte americano essas perguntas já passaram pela sua cabeça!

Afinal o E.U.A  é o país com o maior mercado financeiro do mundo e como é uma economia mais aberta(número de empresas de capital aberto registradas na bolsa de valores do país).

O pior de tudo que criar uma conta, em uma corretora norte americana no Brasil é uma decisão cercada de  paranoias que não existem.

Apesar da grande parte dos brasileiros ainda  terem preconceito com isso e acham que investir lá fora é uma prática ilegal isso é totalmente legal – Desde que a origem do dinheiro for lícita,e devidamente declarada.

 Outro mito muito grande é que a abertura de conta em uma corretora, é algo difícil e muito burocrático com era no passado. 

Em algumas corretoras, é possível enviar os documentos e fazer o procedimento com muito mais facilidade que aqui no Brasil.

E para te ajudar nessa caminhada, criamos um guia definitivo de como abrir conta em corretora nos EUA. Confira aí embaixo as vantagens, os documentos necessários e o passo a passo, e já ia me esquecendo dos riscos.

Vantagens

No meu ponto de vista, uma das maiores vantagens de investir no mercado norte americano é a diversificação da carteira. 

Isso se deve ao fato que é quase impossível encontrar ações de determinados setores na B3(bolsa de valores brasileira). Isso porque, relativamente, o número de empresas listadas no pregão local é pequeno.

Confira neste link todas as empresas listadas na bolsa de valores Brasileira.

Outro coisas importante  de se avaliar, é que o investimento no mercado norte americano ajuda a equilibrar os ganhos quando os mercados nacionais não vão bem.

Pensa comigo na seguinte situação: se o governo estabelecer uma medida que afete os lucros das empresas brasileiras, é bem provável que todas as empresas que possuem apenas negócios apenas nacionalmente sofram ao mesmo tempo. 

E se todo o seu dinheiro estiver aplicado em empresas nacionais, é provável que seu portfólio inteiro sinta um impacto bem forte sobre esta decisão governamental.

Depois desse pequeno susto você deve estar se perguntando: possível investir no exterior a partir do Brasil? 

A resposta é um grandioso SIM.

No mercado norte americano existem uma enorme gama de produtos para se investir.

Como fundos de investimentos, ETFs (fundos de índices) e AÇÕEs (certificados de operações estruturadas), e esses produtos facilitam a nossa entrada no mercado norte americano, podendo assim aplicar em ações estrangeiras indiretamente e em reais.

É uma forma simples e fácil de acessar o mercado exterior.

Mas se seu objetivo é se tornar sócio de uma empresa gigante estrangeira, como facebook, Coca-cola, Apple  e entre outras, assim como fazemos com as empresas brasileiras listadas na B3, investir diretamente através de uma corretora é a melhor opção. 

Porquê quando se realiza investimentos no pregão das bolsas de valores, seja ela Brasileira ou estrangeira, por meio de corretoras, nós conseguimos muito mais liberdade para fazer transações.

 Enquanto em um fundo seja lá qual for, a escolha das ações é feita por um gestor do fundo, e a compra direta das ações cabe apenas a quem está operando.

Outra grande vantagem em investir no exterior está no fato da valorização do dólar em relação ao real.

No momento em que estou escrevendo este artigo o dólar está sendo cotado a R$4,05 , mas o qual a vantagem disto?

Simples vamos supor que em uma operação você tenha ganhado de lucro US$0,50 por cada ação, e você possui 10.000 ações desta empresa,você teve um lucro de  US$5.000,00.

Mas como você está no Brasil seu lucro será multiplicado por 4,05 e tecnicamente você estará ganhando R$20.250,00 se usar o dinheiro aqui no Brasil.

E para ter o mesmo lucro no Brasil você precisaria ter ganhado por ação R$2,02 e isso é uma variação bem grande.

Cuidados

Para abrir uma conta e operar na bolsa bolsa de valores dos EUA, o maior cuidado que devemos ter, está na escolha de uma corretora. 

Você verificar dois pontos extremamente importantes:

1.A corretora aceita não residentes norte americanos como clientes?

Esse é um dos pontos mais importantes, pois algumas corretoras só aceitam pessoas como clientes que estão realmente morando nos Estado unidos, sejam elas estrangeiras ou não. 

Se a corretora que você cogitou em contratar não trabalhar com não residentes, nem adianta insistir e continuar o processo. 

É mais facil procurar outra direto.

2.A corretora tem todos os registros?

Você como um bom investidor, deve checar se a empresa que está preste a contratar possui todos os registros necessários para operar no mercado norte americano.

Pode parecer um pouco chato e até bem burocrático, mas é isso que garante a nossa segurança  para operar nas bolsas nos Estados Unidos.

Os registro que você deve verificar são apenas três:

  •  SEC (Securities and Exchange Comission ), um órgão regulador igual à CVM brasileira(Comissão de Valores Mobiliários).
  • Finra ( Financial Industry Regulatory Authority ), é uma empresa sem fins lucrativos que se dedica a preservar a segurança dos investidores e a imparcialidade do mercado.
  • SIPC (Securities Investor Protection Corporation ). É basicamente uma espécie de associação de instituições financeiras que procura dar garantias aos investidores, devolvendo parte do seu dinheiro no caso de suas corretoras venham ter inadimplência ou até mesmo falência. 

Aqui no Brasil também existe um órgão assim ele se chama  MRP (Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos), se você não o conhece deveria procurar sobre.

4 melhores corretoras para investir no exterior

1ª Opção de corretora no exterior: 

Como abrir conta em uma corretora nos EUA: ZacksTrade

Uma corretora dos EUA. Uma excelente opção para o pequeno investidor brasileiro que quer ter um portfólio global com várias moedas e vários tipos de investimentos com custos atraentes.

ZacksTrade usa os serviços de custódia da Interactive Brokers. Isso significa que toda a tecnologia, segurança e opções de investimentos da IBM-Interactive Brokers estão também disponíveis na Zackstrade. Porém a diferença é que na Zackstrade não existe a taxa mensal de USD 10,00 de custódia como na IB.

Principais Características: Existe valor mínimo para abertura da conta de USD 2500, taxa de corretagem para stock-ações USD 3,00 e para options-opções USD 3,00/1ºcontrato e USD 0,75 demais contratos e não possui taxa de custódia. Ela é bem parecida com a IBM – Interactive Brokers, você consegue operar em diversos países, mercados e moedas.

Para ter investimentos em outras moedas além do dólar e acessar investimentos no exterior com baixo custo é a MELHOR OPÇÃO atualmente.

2ª Opção de corretora no exterior:

Como abrir conta em uma corretora nos EUA: TastyWorks

Outra corretora dos EUA. A Tasty Works é a corretora da Tastytrade – uma rede financeira real, produtora de conteúdo para investidores bem famosa nos EUA. Corretora voltada para quem pretende operar opções como forma de remunerar a carteira no longo prazo.

Principais Características: Não existe valor mínimo para abertura da conta, taxa de corretagem para stock-ações US$ 5,00 e para options-opções US$1,00/contrato, não possui taxa de custódia e plataforma somente em inglês.

É a menor taxa para operar opções nos EUA e o processo de abertura também é bem tranquilo porém precisa de passaporte. Só compensa se você pensa em operar opções já que a corretagem em ações é maior que dá Drive Wealth.

3ª Opção de corretora no exterior:

Como abrir conta em uma corretora nos EUA: InteractiveBrokers

maior e mais completa corretora dos EUA. Além de operar nos EUA você terá a possibilidade de negociar em mais de 100 mercados, 26 países e 22 moedas. Você pode ter dólar, libra e euro numa mesma conta. Investir em ações dos EUA, da Índia ou da Alemanha. Sem dúvida é a opção mais completa porém talvez não seja a melhor opção para o pequeno investidor que está começando seus investimentos.

Principais Características: Atualmente zerou o valor mínimo para abertura de conta US$ 0, taxa de corretagem para stock-ações US$ 1,00 e para options-opções US$ 0,70/contrato, possui taxa de custódia de US$ 10,00. O valor de corretagem é descontado da taxa de custódia. Por exemplo, se você fez 3 operações com ações no mês, você irá pagar somente US$ 7,00 de custódia.

Em se tratando de investimento no exterior é a opção mais completa e a plataforma mais robusta disponível para o investidor brasileiro porém exige um mínimo de US$ 10.000 para abertura da conta e possui taxa de custódia, o que para a grande maioria que não vai operar todo mês pode acabar pesando na hora de tomar a decisão.

4º Opção de corretora no exterior

Como abrir conta em uma corretora nos EUA: Atlântico Europa

Isso mesmo. Atlântico Europa é um banco europeu com sede em Lisboa, Portugal criado em 2009. Primeiro banco português a disponibilizar a abertura de conta por videochamada, sem necessidade de ir ao balcão da agência física.

Aceita brasileiros e é low cost. Não tem taxa de manutenção e possui até 5 transferências SEPA nacionais e internacionais grátis por mês. Atualmente para brasileiros residentes no Brasil é a melhor opção para fazer a dobradinha Banco Europeu + DeGiro.

Documentos necessários

Como abrir conta em uma corretora nos EUA: Documentação necessaria.

Para abrir conta em uma corretora nos EUA, será necessário separar alguns documentos. 

Cada corretora pode exigir uma documentação específica, mas, na maioria delas, a lista não muda muito. 

Normalmente, eles pedem os seguintes documentos:

  1. Cópia do CPF brasileiro
  2. Declaração do Imposto de Renda
  3. Informações sobre a empresa empregadora do investidor
  4. Cópia do passaporte
  5. Comprovante de residência

Além desses documentos corriqueiros, as corretoras podem pedir que você preencha um formulário chamado W-8 BEN

Ele é um tipo declaração de que você  não mora nos Estados Unidos, e com isso você fica isento de pagar imposto de renda no país sobre o ganho de capital com as ações, por exemplo.

Deste jeito, a tributação ocorrerá apenas no Brasil, o seu país de residência fiscal. O Imposto de Renda é de 15% para ganhos de capital de até R$ 5 milhões.

E esse valor percentual aumenta gradativamente, podendo chegar a 22,5% para ganhos maiores de R$ 30 milhões.

A alíquota incide sobre o lucro obtido nos Estado Unidos, e o pagamento é feito no mês seguinte no Brasil com um DARF (documento de arrecadação de receitas federais). 

A variação do câmbio deve ser levado em consideração, caso a origem dos recursos tenha sido originalmente em reais.

Porém você  deve ter muita atenção ao seguinte ponto: apesar de que o ganho de capital fique isento de imposto nos EUA, os dividendos distribuídos por empresas listadas em bolsa são tributados lá mesmo. 

O fisco norte americano cobra, na fonte, imposto a uma alíquota de 30% sobre os proventos. 

Como o Brasil e EUA têm um acordo para compensação de tributos federais e se considerarmos que a alíquota máxima aqui em nosso país é de 27,5%,um pouco inferior à retida sobre os dividendos de lá, não há pagamentos adicionais a serem feitos localmente nesse caso.

Mesmo sem tributação adicional no Brasil, o rendimento dos dividendos deve ser reportado na Declaração de Ajuste Anual do investidor brasileiro. 

O imposto pago nos EUA deverá ser declarado, com propósito de compensação.

Ainda é possível que a corretora escolhida, peça um depósito inicial mínimo para aprovar a abertura da conta, afinal como vão saber se não é um golpe? O valor também pode varia de corretora para corretora.

Passo a passo

Agora que você já conhece as vantagens e desvantagens de operar nas bolsas americana, já sabe qual a documentação necessária, vamos para o passo a passo para abrir uma conta:

  1. Escolha uma corretora levando em consideração tanto seus registros legais e em órgãos reguladores, quanto os serviços oferecidos como as taxas de corretagem, os produtos disponíveis,e confiabilidade da mesma.
  2. Faça os primeiros cadastros e separe os documentos que a corretora exigir. Não esqueça de preencher o formulário W-8BEN, para comprovar legalmente que você é um investidor que não mora nos Estados Unidos.
  3. Envie seu dinheiro do Brasil para a conta nos EUA. Na transação internacional, você vai precisar usar os serviços de um banco ou corretora de câmbio autorizada pelo Banco Central. Quando a operação de câmbio for fechada,  você vai pagar o IOF( Imposto sobre Operações Financeiras) a uma alíquota de 1,1% sobre o valor enviado para o exterior, caso as duas contas sejam de mesma titularidade, ou de 0,38%, se as duas contas tiverem titularidade diferente. Além disso, há as tarifas cobradas pela instituição financeira para fazer a operação. A cotação do câmbio para a transferência internacional normalmente é baseada no câmbio comercial agregado de um adicional.
  4. Com o dinheiro já nos Estados Unidos, sua conta criada na corretora, basta começar a operar e colher os lucros.
Como abrir conta em uma corretora nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo